Arquivo da tag: YouTube

Do meu quarto. Do meu desafino. (Ou: Projeto novo)

{Para ouvir enquanto lê}

Eu nunca consegui ter um canal no Youtube para complementar o blog. Juro que eu tentei há uns anos atrás, mas nunca deu certo…  Sim, inclusive apaguei muitos vídeos que estavam por lá…

Esses dias, eu estava pensando cá com meus botões que seria legal tentar de novo. De novo. Mas que eu precisaria, pelo menos no início, de um formato que fosse familiar para mim. Como o blog. E aí surgiu o Do meu quarto. Do meu desafino. Algo mais calmo e tranquilo – mais próximo do que eu já faço aqui há tantos anos…

O que eu trago de diferente nesse conteúdo – além do meu quarto e da minha inabilidade em tocar violão, mas acho que você já entendeu essa parte, porque, bem… por causa do título hehe – são algumas composições. Mas nem isso é tão diferente assim, porque você já me lê.

Neste primeiro episódio, eu queria que você pensasse em Amós, em religiosidade, em pecados escondidos, mas, acima de tudo, que você pensasse no eterno amor do Senhor por Israel. Apesar de todo o juízo, Ele é apaixonado por aquela cidade, que hoje sou eu e você. Deus está sempre buscando uma maneira de reconstruir Israel, de nos encher de plenitude, de finalmente nos colocar na terra em que moraremos para sempre.

Reli Amós depois de uma palavra que nosso bispo nos deu, em minha igreja local. Uma palavra que animou nosso espírito e esquentou nossos corações. Depois de uma temporada muito complicada, o Senhor estava nos dando tijolos novos, e, assim, surgiu a canção Amós 9. Espero que você se interesse por esse novo pedacinho do blog no Youtube.

Um daqueles posts inúteis (ou: Jesus, não sou pedreiro, mas o Senhor é melhor que Toddy, hein?!)

Quase duas semanas sem postar nada e eu venho com algo inútil (aêêê!), parabéns, moça, vencendo na vida. Mas você já abriu o link mesmo, fica que vai ter bolo, digo: Toddy.

Bem, todo mundo conhece a parábola dos talentos e do não enterre isso, use aquilo (Mateus capítulo 25, amigos)… Definitivamente tocar violão não é um dos meus talentos. Sério, Jesus até grita:

– Tá permitido enterrar esse aí pelamor de mim mesmo.

– Homem duro, que ceifas onde não semeaste e ajuntas onde não espalhaste; – Retruco, brincando.

A verdade é que não importa, porque descobri que saber umas 3 notas nesse maravilhoso instrumento é muito útil, pois aumenta em um milhão de vezes as formas de você irritar seus irmãos descrevendo toda sua rotina, só que cantando. Do tipo: agora estou indo para sala – notas – quando voltar quero ver seu quarto limpo – notas, seguidas de reclamações – e indo para cozinha – nota – esquentando comida no microondas –  notas, seguidas de reclamações, hahaha. Aprendi, também, que dá para fazer isso com Deus, por exemplo: cantar cinco minutos de “não estou te ouvindo hoje, fale mais alto, não estou te ouvindo hoje, fale mais alto, não estou te ouvindo hoje, fale mais alto”.

É emocionantemente irritante e acho que todos deveriam tentar (na terceira ameaça de serem expulsos de casa, sugiro que parem por um dia ou dois, hahaha).

E foi brincando disso que surgiu a pior composição de todos os tempos – mas que fala de gostar de Deus mais do que de Toddy, então achei válido (?) postar.

Vergonhas a parte, boa sexta-feira!

(: