Arquivo da tag: Senhor

Te amo, porque você é a pessoa certa para mim

{pra ouvir enquanto lê}

sticker,375x360.u2

Escrevo para você às 03h13 da madrugada. E sabe-se lá se já nos vimos ou nos falamos, se já nos esbarramos na rua, na igreja… Escrevo para você que sentou sem ver (?) na minha cadeira no cinema. Escrevo por que Deus é maravilhoso apesar de meu dia anterior ou de sua reprise em minha mente. Escrevo porque, talvez, você ainda não teve a chance de dizer para Ele o que o salmista declamou na Bíblia: Eu te amo, Senhor, força minha. Escrevo para nunca esquecer o que o meu pai tem conversado comigo.

Os mistérios do falar de Deus são incríveis. Não dá para enquadrar em teorias de comunicações, nem em conversas de bom dia quase elípticos.

Deus fala.

Ele fala na hora que quer.

E eu volto para o início do texto: Deus fala às (agora) 03h24 da madrugada.

– Bom dia, Jesus, quer um pouco de sono?

Eu não ouso reclamar, e isso não é porque ainda estava acordada (ok, grande parte por isso hahaha), mas porque passei parte do dia pedindo para Ele intervir na minha cabeça e seus milhões de pensamentos por milésimo de segundo. Passei o dia sendo – rasgadamente – honesta com Ele. E, então, no fim meeeesmo do dia, Ele apareceu. Não como uma espécie de fulgor brilhante, do tipo: cor de sabre de luz, mas através de uma pregação que escutava.

– Mas gente, o Senhor quer falar comigo hoje? – Estava eu surpresa, segurando meu fone cujo tamanho desigual de seus fios me irrita sempre que possível.

E aí, Ele me lembrou do resto de Salmos 18 (o primeiro versículo está no primeiro parágrafo):

Também fui sincero perante ele, e me guardei da minha iniquidade.

Assim que retribuiu-me o Senhor conforme a minha justiça, conforme a pureza de minhas mãos perante os seus olhos.

Com o benigno te mostrarás benigno; e com o homem sincero te mostrarás sincero;

– Para o sincero… sinceridade.

O Senhor fala.

Graças a Ele mesmo Deus.

O que Ele fala? Ah… Aí é desde receita de bolo até o horrível e necessário: não. Nessa madrugada, Ele falou que alguns pensamentos não vêm para nos destruir, mas para nos tornar as pessoas certas para Deus.

Achei meio poético (sou dessas). No dia anterior, havia lido Leminski [“Abrindo um antigo caderno foi que eu descobri: antigamente eu era eterno”. Paulo Leminski], a alma já estava mole e doce – feito doce de vó, feito gente que prende a franja detrás da orelha dela e prende a respiração e os outros universos, que se soltaram por bobeira há algum tempo atrás… Assim, derretida por Deus, atraí aquelas palavras para meu coração: eu quero ser a pessoa certa para você, Jesus.

Não quero que nada seja passado de mim porque ainda não sou quem deveria ser. Entendi que esse é um pensamento diário, precisa se repetir a todo o tempo. Eu estou prosseguindo na fé? Eu estou me movendo? A cada dia eu sou exatamente o que eu deveria ser? Caramba, nessas horas eu amo Paulo! Amo mesmo! Porque Ele entendia isso tão bem… Meu alvo é sempre Cristo, nunca é suficiente, dar tudo é sempre pouco, quanto mais cristianismo – puro e não aguado – mais humildade se tem para tecer um novo coração.

Deus tem me levado a refletir insistentemente: eu tenho feito às escolhas certas? Eu tenho colocado meu coração nas coisas certas? Eu tenho me apaixonado pelas causas certas?

Entendi algo, enquanto eu continuar me perguntando isso, voilà, temos um sinal positivo. E outra coisa veio em seguida… Quando eu sou a pessoa certa para o Senhor, as pessoas certas para meus ministérios vão aparecendo. Que trem lindo (minerice adquirida pra alegrar o dia docês). E eu não estou falando como teórica hoje, mas como parte de uma experiência que culminou na abertura de nossa Conferência da Arena.

Caramba (e muitas outras palavras exclamativas)!

Não fiz um post específico sobre a Conferência… Bobeira minha… Coisa de gente apaixonada, sabe? Estava literalmente babando sobre a Conferência… Chorando a toa… E aí o post gigante – como sempre hahaha – não saiu. Mas devo dizer, a Conferência é a prova de que Deus manda gente certa para seu propósito. Toda equipe de mídias e One Pray engajados (se você não sabe do que estou falando, corre pros textos antiguinhos), orações, jejuns, mover.

Corações palpitantes e muito trabalho. Muuito mesmo. Saíamos às 03 da matina da igreja. Decorando, passando música, subindo telão, vendo e revendo o vídeo. No outro dia, mais uma madrugada fazendo origamis, e mais uma tarde e mais… Correrão e não se cansarão, o Pai nos dizia.

– Você vai dormir na igreja? Porque eu tô quase levando seu colchão… – Meu pai, o de carne e osso, hehehe, repetiu feito um mantra…

Mas Deus estava me fazendo a pessoa certa para Ele, me fazendo a pessoa certa para o grupo, me tornando a pessoa certa para o que há de vir.

A Conferência nos fez andar para o alvo, nos fez rir – madrugadas podem se tornar uma coisa hilária com vocês, seus bonitos da mídia e com você, Ju, que está sempre comigo pisando nas águas e me ensinando a ter fé -, nos fez receber visões e ouvir uma nova língua.

– Vocês se tornaram mais certos pra obra.

Eu acolho, mais uma vez, essa palavra em mim. E uma certeza arrebatadora cresce no meu coração: eu sou muito apaixonada por Ele.

Jesus, o Senhor tira meu sono, tira minha vontade de ser como eu carnalmente sou, tira os meus pés do chão. Te amo como nunca amei antes. Te amo esperando que amanhã eu consiga amar ainda mais. Te amo, porque você é a pessoa certa para mim.

Deus , o Senhor, por acaso, está no Centro?

{Para ouvir enquanto lê}

Para os dias que a gente sente saudades de Deus pelos menores motivos e faz drama, bico de menino mesmo, e fica pedindo dentro do coração, baixinho, mas alto: deixa eu te achar, Deus. Para esses dias: Salmos e uma câmera. Salmos para o coração e a câmera para imaginar lugares onde o Senhor pode ter se metido…

Ó Deus, tu és o meu Deus,
eu te busco intensamente;
a minha alma tem sede de ti!
Todo o meu ser anseia por ti,
numa terra seca, exausta e sem água. Quero contemplar-te no santuário
e avistar o teu poder e a tua glória. O teu amor é melhor do que a vida!
Por isso os meus lábios te exaltarão. Enquanto eu viver te bendirei,
e em teu nome levantarei as minhas mãos. A minha alma ficará satisfeita
como quando tem rico banquete;
com lábios jubilosos a minha boca te louvará. Quando me deito, lembro-me de ti;
penso em ti durante as vigílias da noite. Porque és a minha ajuda,
canto de alegria à sombra das tuas asas. A minha alma apega-se a ti;
a tua mão direita me sustém.                                        Salmos 63:1-8

DSC05100
Imaginei que o Senhor estivesse ali: segurando a mão daquele homem, no Centro da cidade
E depois desceu a rua da vidraçaria e continuou andando...
E depois desceu a rua da vidraçaria e continuou andando…
DSC05102
E aí, ficou de pé sob o prédio pronto para mergulhar e nos cobrir com graça e um ventinho gelado