Arquivo mensal: abril 2018

Ficai aqui, e vigiai comigo

Jesus subiu ao monte para orar, aflito, mas os discípulos dormiam.

– Nem ao menos uma hora pudestes vigiar comigo? – Eu repito as palavras de Jesus, sentada na cama, chorando.

Às vezes, o ministério é solitário. Eu tenho aprendido sobre isso. E está tudo bem, porque o ministério é maior do que eu, ele é maior do que meu conforto. Às vezes, ele não me faz pular de alegria, pelo contrário, me faz pensar e pensar, sem nunca encontrar respostas, quando alguém desiste dos planos do Eterno.

Apesar de tudo, o ministério é tudo o que eu preciso. Eu poderia ser feliz sem ele? Talvez… Mas eu nunca, nunca, seria completa.

Respiro fundo, ainda na minha cama, e escuto o que o Senhor ainda está falando. Pedro – discípulo para o qual Jesus direciona unicamente a pergunta que imitei há poucos segundos, mesmo havendo outros dois discípulos que também dormiam – iria ser o firme fundamento da igreja.

– A igreja pode dormir, mas ela sempre acorda, Natânia. Você pode dormir, mas sempre acorda. A missão, algumas vezes, parece de um homem só, mas não se engane:  ela não pertence a nenhum de vocês, não sozinhos, a missão é minha. – A Trindade ressoa alta e barulhenta no meu quarto para que eu nunca me esqueça de quem é o chamado.

Às vezes, o ministério é solitário, mas eu repito: Graças a Deus, nunca estamos sozinhos.

English version 😀

Sit here while I go over there and pray

Jesus went up to the Gethsemane to pray in sorrow, but the disciples slept.

“Couldn’t you men keep watch with me for one hour?” –  I repeat the words of Jesus, sitting on the bed, crying.

Sometimes the ministry is lonely, I’ve learned about it, and it’s all right, because it is greater than I, it is greater than my coziness. Sometimes it does not make me jump for joy, on the contrary, it makes me think and think, without ever finding answers, when someone gives up the plans of the Lord.

Despite it all, the ministry is all I need. Could I be happy without it? Maybe … But I would never be complete.

I take a deep breath, still in my bed, and I listen to what the Lord is talking. Peter – the disciple to whom Jesus addresses the question that I echoed a few seconds ago (and the question was only to him, even though there were two other disciples who slept too), – Peter would be the firm foundation of the church.

“The church can sleep, but it will always wake up, Natânia. You can sleep, but you will always wake up. The mission sometimes looks like a one man only thing, but make no mistake: it does not belong to any of you, not alone, it’s my mission.” The Trinity resounds louder in my room so I will never forget who it is the owner of the callings.

Sometimes the ministry is lonely, but I repeat: Thank God, we’re never alone.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios